‘Não vamos esquecer’, diz diretora do Carrefour sobre caso João Alberto

São Paulo, 21 de dezembro de 2022

Há dois anos, João Alberto Freitas, um homem negro de 40 anos, foi espancado e morto por seguranças dentro de uma unidade do Carrefour, em Porto Alegre. Desde então, a empresa anunciou mudanças nas políticas internas de valorização da diversidade e firmou compromissos públicos para o combate à discriminação e inclusão de pessoas negras.

“A primeira conclusão que a companhia chegou quando aconteceu a tragédia do João Alberto, foi que mesmo tendo um programa de diversidade, claramente ficou ali estabelecido que não era suficiente”, afirma Maria Alicia Lima Peralta, diretora executiva de relações institucionais e comunicação do Carrefour.

Uma das mudanças adotadas pela companhia foi internalizar a segurança das lojas, que antes era feita por empresas terceirizadas. “Dessa maneira, a gente tem controle de duas pontas muito importantes: do perfil de pessoas que nós contratamos, e esse perfil passou por uma alteração muito grande. A gente deixou de contratar seguranças para contratar pessoas que trabalham na loja em atendimento ao cliente”, explica a executiva.

De acordo com Maria Alicia, outro ponto importante de assumir as equipes de segurança foi o treinamento dado aos contratados, que se estende a todos funcionários da empresa. “A gente chama de letramento racial. Ele não é só a maneira como a gente fala, mas a maneira como a gente toma consciência do que ,de fato, é o racismo. Dos comportamentos que podem ser considerados e sentidos como atos de racismo”.

Uma pesquisa encomendada pelo Carrefour aos Instituto Locomotiva mostra que mais de 60% dos brasileiros afirmam já terem presenciado negros sofrerem discriminação em locais comerciais como supermercados, lojas e shoppings. Considerando apenas as respostas das pessoas negras e pardas, esse número salta para mais de 71% dos entrevistados.

Atualmente, o Carrefour conta com mais de mil lojas e cerca de 150 mil funcionários. Dados da empresa mostram que 70% dos colaboradores se declaram negros ou pardos. “Existe uma representatividade na companhia. Onde a gente precisa avançar é que essa representatividade seja em cargos de liderança. Nossa meta é que, até 2026, nós alcancemos 40% de pessoas negras em posições de lideranças-chave”, revela a executiva. “Hoje, esse número está em 22%”.

Maria Alicia afirma que as mudanças atingiram o core da empresa. “A gente saiu de uma visão onde a gente tinha um programa de diversidade para uma visão onde a gente passou a fazer uma gestão inclusiva em relação a todas as diversidades, mas com um especial foco no combate ao racismo”.

Hoje, o Carrefour possui uma plataforma online que reúne todas as ações afirmativas da empresa. Lá, eles também disponibilizam materiais que podem ser utilizados por outras companhias que tenham interesse em projetar a agenda de combate ao racismo em suas organizações. “O maior compromisso que a gente assumiu depois do que aconteceu com o João Alberto, se eu pudesse resumir todos em um só, é o compromisso de que a gente não vai esquecer”.

Sobre o Grupo Carrefour Brasil   

Há mais de 47 anos no país, o Grupo Carrefour Brasil é líder de mercado de distribuição de alimentos. A partir de uma plataforma omnicanal e multiformato, reúne operações de varejo e Cash & Carry, além do Banco Carrefour e de sua divisão imobiliária, o Carrefour Property. Atualmente, conta com os formatos Carrefour (hipermercado), Carrefour Bairro, Carrefour Market (supermercado), Carrefour Express (varejo de proximidade), Carrefour.com (e-commerce), Atacadão (atacado e atacado de autosserviço), Sam´s Club (Clube de compras) e Todo Dia (supermercado de descontos) além de postos de combustíveis e drogarias. Presente em todos os Estados e Distrito Federal, sua operação já abrange mais de mil pontos de vendas. Com faturamento de R$ 81,2 bilhões em 2021 e mais de 150 mil colaboradores no Brasil, a empresa é a segunda maior operação dentre os países nos quais o Grupo Carrefour opera. 

A companhia se destaca ainda por ser a maior empregadora privada do país e uma das 20 maiores empresas listadas na bolsa brasileira (B3). Além disso, tem focado em democratizar cada vez mais o acesso da população à alimentação saudável, promovendo o movimento Act For Food. No mundo, o Grupo Carrefour atua em mais de 30 países e, nos próximos anos, implementa estratégia prevista no plano Carrefour 2022, por meio da qual lidera intenso movimento de omnicanalidade, transformação digital e transição alimentar para que seus clientes consumam ainda melhor em qualquer lugar. Com mais de 320 mil colaboradores e 12 mil lojas espalhadas pela Europa, Ásia e América Latina, está presente na vida de mais de 105 milhões de clientes. Em 2021, a receita global da companhia totalizou € 81,2 bilhões. Clique aqui e conheça mais sobre o Grupo.

Informações para a imprensa: 

Grupo Carrefour Brasil – (11) 94195-4592 | [email protected]